Projeto Biomas Logo do Projeto Biomas

No Brasil a mão que produz é a mesma que preserva o meio ambiente

Realização:
Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Embrapa
// 28/04/2016

Dia da Árvore e o Bioma Caatinga

Caatinga

 Por *Flávio Viriato de Saboya Neto

O Ceará é um dos estados do País a sediar as pesquisas sobre os biomas brasileiros em número de seis (Mata Atlântica, Cerrado, Caatinga, Amazônia, Pantanal e Pampa), onde já se desenvolvem há cinco anos de pesquisas que tem a árvore como elemento de destaque. O projeto foi idealizado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), quando se polarizava a discussão envolvendo produção rural, preservação/conservação ambiental e desenvolvimento sustentável.
 

O objetivo é apresentar ao produtor rural soluções para o uso sustentável da propriedade a partir da intensificação do uso da árvore, diversificando os sistemas produtivos e proporcionando ganhos sociais, econômicos e ambientais. Enfim, fornecer novas informações científicas que possam subsidiar o aprimoramento das leis ambientais vigentes.
 

Temos a satisfação de afirmar que o Projeto Bioma Caatinga, desenvolvido numa área de 30 hectares na Fazenda Triunfo, em Ibaretama (CE), desde 2013, está atingindo seus primeiros resultados, onde as pesquisas já indicam que o tempo para exploração de uma nova área com algumas essências da mata branca, pode ser reduzido pela metade, que hoje é de 20 anos, de acordo com as normas.
 

Além disso, os pesquisadores estão trazendo para o campo a possibilidade de os produtores utilizarem diversos tipos de árvores de forma sustentável. Outro experimento é o que envolve formas de controle de Criptostegia madagascariensis (viuvinha), planta exótica e invasora, de extrema agressividade presente nos ecossistemas da Caatinga, que ataca principalmente os carnaubais, incorrendo em expressivas perdas tanto para os sistemas produtivos como os de preservação em grande parte do nordeste brasileiro. Nessa área estão implantados 10 experimentos liderados por um grupo de pesquisadores de Ceará, Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Paraná. 
 

Os Centros de Pesquisas da Embrapa Florestas e Semiárido estão coordenando as pesquisas juntamente com um técnico florestal da CNA e um instrutor do Sindicato dos Produtores Rurais de Ibaretama, filiado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará (FAEC).
 

Conforme dados da CNA, de 2010 até hoje, o Projeto Biomas já plantou mais de 5 mil árvores de 37 espécies na área experimental do Bioma Caatinga. Vivemos novos tempos para o nosso Bioma Caatinga.
 

*Flávio Viriato de Saboya Neto é Presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará (Faec)

Compartilhe: